Loading...

Olá! Seja bem vindo(a) ao espaço da segurança:

Vamos falar de algo que tem muito haver com segurança pode comentar a vontade... aceito sugestões pra aperfeiçoamento. Obrigado!

Pesquisar este blog

sábado, 27 de fevereiro de 2010

CONFERÊNCIA DA DEFESA CIVIL

Crescimento das áreas de risco é discutido em Conferência Municipal

São Bento do Sul realizou na quinta-feira, 25, a etapa municipal da Conferência de Defesa Civil, contando com a presença de representantes de diversos setores como o sindical, educação, empresa privada, clube de radioamadores, associação de moradores, poder legislativo, executivo, além de integrantes do órgão pertencente a Mafra, Canoinhas, Rio Negrinho, Campo Alegre, Papanduva e Florianópolis.
O Diretor da Defesa Civil em São Bento, Aluísio Moreira, relatou que foi muito importante a discussão dos grupos diante de tantos assuntos que envolvem situações reais, como moradias irregulares presentes em áreas de risco, enchentes, lixo ao céu aberto e principalmente a questão da prevenção, muito citada como forma de solução para evitar diversas ocorrências. Representando o Prefeito Magno Bollmann que estava em Brasília, o Secretário de Governo Edimar Salomon, argumentou da importância da realização do encontro com diferentes representantes, sendo fundamental a troca de ideias.

A criação da Defesa no mundo entre 1940 e 1941, na Inglaterra, durante a segunda guerra mundial, foi citada na palestra do Diretor Estadual da Defesa Civil Major Márcio Luiz Alves, alertando para a infraestrutura do órgão no estado, que segundo ele, possui profissionais aptos a orientar os municípios, mas que não deve ser lembrado só em situações de emergência.

Esta ligação de Defesa e Desastres, é uma questão que deve ser mudada segundo ele. O trabalho que já foi desenvolvido em escolas da rede estadual, somando mais de 4 milhões de cartilhas educativas entregues, foi um exemplo citado. “Trabalhamos e estamos retomando o foco com as escolas, pois ao nosso ver, o ensino do que é a percepção de risco para os jovens rendeu um ótimo resultado. Nas escolas municipais, estamos desenvolvendo o trabalho através dos órgãos de cada município”, explicou.

O desenvolvimento de ações focadas em prevenção foi o principal alerta para os participantes. “Precisamos prevenir muito mais do que distribuir colchões e telhas. A ajuda é importantíssima nestes momentos de sofrimento, pois não deixaremos faltar nada ao nosso povo, o mínimo é a dignidade, porém a nossa principal ação é a prevenção”, completou.

Já a segunda palestra do dia “Levantamento de Áreas de Risco” proferida pela Socióloga e Pesquisadora do Ceped/UFSC Rita de Cássia Dutra, mostrou a realidade de muitos municípios, com o crescimento desordenado, atingindo diversas classes sociais e intensificando a luta entre desastre e pobreza.

Rita mostrou que através do Plano Municipal de Redução de Risco (PMRR), é possível minimizar isso, incluindo na política urbana das cidades, métodos eficazes para evitar cenários catastróficos, evitando falta de proteção a população carente e redução de acesso ao bens de consumo. Todos participaram ativamente, com questionamentos, e apresentação de soluções para os problemas de moradias irregulares e fiscalização.

Logo depois da palestra, houve a preparação de propostas com o Professor da Universidade do Contestado Arlindo Costa, no qual na parte da tarde foram discutidas com os grupos temáticos. Depois houve a eleição dos delegados que irão representar São Bento do Sul na etapa estadual, que acontecerá no dia 03 de março, em Florianópolis, para então, todos se direcionarem a etapa nacional em Brasília (DF), 24 e 27 de março.

LEIA MAIS E CONFIRA AS FOTOS NO BLOG: www.umdecplan.blogspot.com e NO SITE DA PREFEITURA DE SÃO BENTO DO SUL: www.saobentodosul.sc.gov.br

--
Umdecplan - União Municipal de Defesa Civil do Planalto Norte
São Bento do Sul
(47) 3631-6073
www.umdecplan.blogspot.com

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

ATA DA REUNIÃO DO DIA 12/02/10

Ata da reunião do Conseg do dia 12/02/10

Aos doze dias do mês de fevereiro de dois mil e dez, reuniram-se nas dependências da ACISBS, membros do conselho de segurança (Conseg setor 2).
Eliél de Campos, escrivão de polícia, na condição de membro nato do nosso conselho deu as boas vindas e agradeceu a todos, em especial ao os membros do conselho de Campo Alegre e visitantes de outros setores. Eliél fez um relize dos trabalhos realizados no ano passado, disse que alguns deles constam na Ata anterior já disponibilizada no Blog. Para este ano disse ter um projeto em andamento sobre segurança pública, neste momento, convidou o Sr. Carlos, de Campo Alegre, para explicar o projeto, o mesmo informou já ter protocolado em Brasília um projeto denominado Cidade Digital, que engloba entre outros, o de inclusão do Governo Federal e câmeras de monitoramento. Mauricio Maia, representando o vereador Tadeu do Nascimento, informou que já foram conseguidos oitocentos e noventa mil reais (R$890.000,00) para a compra das câmeras de vigilância. Inicialmente serão vinte câmeras, informou, faltando apenas à equipe técnica fazer os projetos e enviar ao ministério da Justiça.
O presidente Moacir informou da criação do Blog do nosso setor, passando o endereço, informou ainda que todas as atas serão disponibilizadas para que os participantes possam tecer seus comentários. Eliel de Campos informou que no site da polícia comunitária existem fóruns relacionados aos Consegs, vale a pena explorar e aprender mais sobre experiências de outros. Sobre a situação dos jovens que estão perdidos com as drogas, o Sr Valdecir Ropelato, representando o setor de Serra Alta, disse que em sua função na Secretaria do Desenvolvimento Comunitário, está sendo bastante trabalhada a questão dos jovens envolvidos, falou ainda que são muitas pessoas, na grande maioria jovens.
O Sr Carlos disse que a omissão dos pais é o principal problema que aflige nossa sociedade, o Sr Schalinski disse que nos dias de hoje poucas são as pessoas que se preocupam com o bem de todos e sim com seu próprio bem, disse que todos os seres humanos deveriam se preocupar com o bem estar do coletivo.
Tendo em vista acompanhar mais de perto as ações do Secr. De desenvolvimento comunitário o Sr Valdecir Ropelato disse que o Governo do Estado não investe nas prevenções de forma geral a mais de oito anos, isso acaba por refletir negativamente no dia a dia de nossa sociedade, e faz com que os municípios tenham que atuar de forma corretiva.
Outro assunto abordo foi com relação aos bares: Valdecir Ropelato disse estar revoltado com o funcionamento destes na cidade, em particular aqueles onde ocorrem a prática de prostituição, disse existir até crianças nestes estabelecimentos. Eliél disse que este assunto será encaminhado junto à delegacia e a promotoria pública para as devidas providências serem tomadas.
Luiz Carlos Pedrozo, disse que devemos fazer uma avaliação do que é nossa atribuição quanto membros do Conseg: “Qual é o nosso foco?” Em sua visão, devemos determinar um objetivo, disse ainda que o curso em que participamos ano passado deixou bem claro que nosso papel é atuar na prevenção. Quanto ao trabalho da Polícia Civil, o escrivão, Eliél de Campos, disse que as investigações estão sendo feita e logo teremos um mapa no qual poderemos identificar o grau de necessidade em cada região (bairro) da cidade.
Neste momento convidou o investigador Maurício para um breve comentário dos trabalhos, disse ele, com relação à prisão de mais de trinta pessoas a algum tempo atrás, que foram seis meses de investigação só na Vila Centenário. Mas o problema é que todos os presos, devido as nossas leis, foram soltos logo em seguida por vários motivos. Falou também dos problemas enfrentados por causa do número reduzido de agentes. Segundo o Sr. Carlos, de Campo Alegre que participou de uma reunião em Rio Negrinho no ano passado com o Secretário de Segurança Pública de SC, Ronaldo Benedet, o mesmo disse que não haverá aumento de efetivo este ano, disse ainda: “Se pedirem uma viatura eu posso fornecer mas, efetivo, nem pensar.” Devido a esta real necessidade, surgiu uma proposta de se fazer uma audiência pública com as autoridades para reivindicar mais efetivos junto ao comando estadual, sendo que o evento seja na Câmara de Vereadores de São Bento do Sul, dando encaminhamento foi programada a mesma para 04/03/2010. Luiz Carlos Pedrozo ficou responsável por providenciar o que for necessário junto a Câmara municipal.
As autoridades convidadas para esta audiência serão:
Delegada Regional Dra. Ângela Teresa Bork Roesler
Diretor de Polícia do Interior Dr. Antônio
Delegado-Geral da Polícia Civil SC Dr. Maurício José Eskudlark
O Sr. Luiz Carlos Pedrozo fazendo uso da palavra propôs uma conferência sobre a criminalidade existente em nosso meio, utilizando dos mapas acima comentados por Eliél, Pedrozo ainda leu no folder do Conseg as atribuições do nosso conselho, decidiu-se por levar a idéia em frente, discuti-la numa próxima reunião.
O Sr. Adalberto Schaliski também propôs um conselho político, a fim de representar nossas reais necessidades junto aos políticos em nível de estado, e obteve elogios de todos os participantes.
Maurício Maia, disse ter falado com o chefe de gabinete do prefeito Sr. Edimar Geraldo Salomomm, sobre a estrutura necessária para realizar os trabalhos do Conseg, assunto que Salomamm disse ser possível e prometeu estudar a proposta. Disse Maurício estar à disposição para atuar nas atribuições do Comad e Conseg, e para tanto afirma ter acumulado experiência na área já que foi secretário de segurança pública no Município de Alta Floresta, Mato Grasso. Nada mais sendo tratado nesta reunião, o presidente deu por encerrada a mesma e eu, Abel Volinger Dos Santos, lavrei esta ata e assino junto com os presentes. Segue em anexo lista de presença no livro Ata.